04 coisas que aconteceriam se todas as baratas fossem extintas

Confira 04 coisas que aconteceriam se todas as baratas do mundo desaparecessem? Baratas extintas, como seria o planeta terra sem a existência das baratas – Muita gente não gosta das baratas, isso é fato. São repugnantes, feias, voam e causam até doenças, tornando-se um verdadeiro tormento em residências, comércios, escritórios e até mesmo na rua.

E é normal que por conta desses motivos as pessoas desejarem o desaparecimento das baratas. Você já parou para pensar se as baratas, o inseto que causa tanta fobia em muitos humanos, simplesmente fossem aniquiladas do nosso planeta? E aí como seria a terra se todas as baratas fossem extintas do mundo?

Para os nossos companheiros de profissão com certeza eu já saberia a resposta, “Meu Deus o que seria das dedetizadoras com a extinção das baratas?”, rsss, bom, mas não é esse o objetivo deste artigo. Não que o extermínio resolveria todos os problemas da vida, mas a maioria do público pensa que as pobres baratas não representam um benefício nenhum para a população. Pelo contrário, só atrapalham. No entanto, a coisa não funciona assim.

O que a boa parte das pessoas não sabem, ou pelo menos não se lembra, é que todos os seres vivos são partes importantes em teias alimentares. E isso não exclui as baratas, pois elas também fazem parte dessa cadeia, assim como os cachorros, os gatos, os sapos, as vacas e nós mesmos seres humanos.

Mas como todo mundo gosta de algo comprovado, a morte ou a extinção das baratas não seria algo tão benéfico ao planeta e alguns prejuízos para o nosso ecossistema seriam evidentes. E algumas provas atestam esse problema com a ausência do indefeso inseto que muita gente odeia e tem asco.

Você já desejou em algum momento que todas as baratas desaparecessem da terra?

Agora que você já entendeu o porquê de se sentir tão mal quando está ao lado de uma baratinha, eu quero te fazer umas perguntas e me responda com sinceridade hein?

  • Você já desejou fortemente que as baratas simplesmente fossem extintas da face da terra?
  • Ou você pelo menos já se perguntou sobre o porquê de as baratas existirem?
  • Será que é castigo bravo?
  • Um teste de resistência?
  • Qual é a das baratas?

Bom, pensando em todas essas questões aqui nesse artigo a gente vai te revelar de uma vez por todas se o seu sonho de viver em mundo sem baratas seria ou não uma boa.

Para a gente responder essa pergunta precisamos entender qual é o papel que as baratas desempenham aqui na terra e consequentemente quais seriam as consequências caso as baratas fossem extintas da terra, esse inseto que basicamente tem hábitos noturnos, acredite você ou não desempenham um papel bastante importante.

1. Escassez de alimentos

Bom, não é incomum encontrar criaturas na natureza que se alimentam de insetos, mas é difícil encontrar um animal silvestre que tenha uma base alimentar própria de baratas. Contudo, a população de ratos e camundongos é uma das que mais consomem baratas e, com o desaparecimento do inseto, as espécies de roedores sofreriam uma redução massiva de integrantes.

Não só ratos e camundongos sofreriam: aves como águias, gaviões e outros tipos de répteis como as cobras também teriam problemas com a extinção das baratas. Por ser uma cadeia, não só os integrantes primários, mas os secundários também seriam afetados, uma vez que águias, cobras, gatos e outros animais consomem ratos e camundongos.

Os animais não seriam extintos, porém a população diminuiria potencialmente, causando problemas não só na sua sociedade em si, mas também no equilíbrio ecológico ambiental.

2. Mudanças na sobrevivência dos animais

É verdade que não existe uma espécie que se alimente exclusivamente de baratas e por isso já posso te adiantar que dificilmente algum animal entraria completamente em extinção caso as baratas deixassem de existir, mas o meio ambiente e o bioma da terra ficariam completamente desequilibrado, sem essas fontes de alimentos alguns animais teria uma quantidade reduzida de nutrientes à sua disposição.

A falta de baratas no mundo afetaria até como os animais sobrevivem. As baratas são animais que estão presentes em quase todos os ecossistemas do planeta.

Veja o que aconteceria com a extinção das baratas:

  • Com pouco alimento, animais como ratos e camundongos por exemplo, teriam a sua população drasticamente reduzida, visto que as baratas para eles servem como uma espécie de feijão com arroz.
  • Com a redução de roedores por outro lado resultaria na diminuição da população de animais como pássaros, repteis, aves de rapina e outros animais que se alimentam de baratas tenderiam a mudar grande parte do seu comportamento alimentar e até sua convivência para conseguirem se alimentar.
  • Imagine coiotes, que também se alimentam de baratas, tendo que habitar outros locais diferentes dos que moram para achar comida para sobreviver.
  • A chamada “seleção natural” seria um caso em evidência nessa situação: nem todos os animais conseguiriam superar a mudança, e muito provavelmente morreriam.

Deu para entender como essa reação em cadeia poderia acontecer e consequentemente afetar toda a vida silvestre? Felizmente ou não, tudo na nossa superfície terrestre está interligado e qualquer pequena alteração que seja feita tem um potencial de gerar uma catástrofe.

3. Ciclo de nitrogênio afetado

O ciclo do nitrogênio também sofreria uma alteração considerável se as baratas não existissem no mundo. Parece estranho, mas é verdade.

Nosso planeta vive de processos e elementos químicos que precisam ser estabilizados e manipulados de forma natural para providenciar a existência de vida. Algumas situações são propícias para que tudo ocorra normalmente e as baratas são parte vital desse ciclo.

A matéria orgânica é parte principal da base alimentar desses insetos. Dejetos, corpos em decomposição, fungos e outras substâncias presentes no solo e outros locais são consumidos pelas baratas. Porém, esse material orgânico provoca uma emissão muito grande de nitrogênio no solo, no ar, na água e em qualquer outra superfície.

Quando as baratas consomem esse material, ele é processado pelo sistema digestivo do inseto e se converte em fezes. Essas fezes, já tratadas pelo aparelho digestor do animal, eliminam uma quantidade de produtos nitrogenados considerável e que não afetam a vida útil do solo, da água e de outros espaços no meio ambiente.

Como as plantas precisam de gases para sobreviver, inclusive o nitrogênio, elas aproveitam essas fezes depositadas pelas baratas e, assim, crescem de forma saudável e sem restrições. Assim, a concentração baixa de nitrogênio no planeta causaria inúmeros problemas em nossas florestas.

Enfim, dá para perceber que todo o planeta apresenta processos e ciclos que, caso passem por alguma alteração indevida, provocam uma série de outras alterações. Elas podem ser corrigidas, porém a longo prazo; outras alterações talvez nem tenham conserto, e podem ocasionar graves riscos ao meio ambiente e com a extinção das baratas também não seria diferente.

4. Desequilíbrio do ecossistema

O caso do desaparecimento das baratas é um exemplo disso. Tanto para animais silvestres quanto para os seres humanos, a extinção das baratas, como muita gente deseja, causaria uma série de desequilíbrios na natureza. E esse desequilíbrio desenvolveria mudanças que talvez demorariam anos para serem revertidos – ou até nem poderiam ser corrigidos.

Portanto, é importante lembrar que todo ser vivo no planeta cumpre um papel importante para a boa convivência na natureza, inclusive as baratas. Elas podem ser desagradáveis, nojentas e muito incômodas, mas pense que elas estão presentes no mundo por alguns motivos. E esses motivos influenciam a vida de outros seres presentes no meio ambiente.

E aí, deu para entender caso houvesse o perigo de extinção das baratas? Viu como a nossa ecologia e biologia seriam totalmente afetadas com o desparecimento de diversas espécies, como animais, plantas, predadores, além da destruição de alguns habitats.

Quais são as espécies de baratas que estão associadas ao homem?

Existem milhares de baratas, porém somente duas espécies vivem em áreas urbanas e, dentre elas, duas merecem destaque por estarem mais associadas ao homem e ao seu modo de vida.

Barata de esgoto (Periplaneta americana): vivem em galerias de esgoto, caixas de gordura, fendas em estruturas de alvenaria ou madeira. Entram em nossas casas a procura de alimentos pelos ralos, encanamentos, janelas e vãos de portas.

Barata alemãzinha (Blatella germanica): vivem em frestas, móveis e eletrodomésticos, principalmente dentro das casas, onde encontram alimento facilmente. São trazidas através de caixas ou embalagens provenientes dos locais infestados.

Importância médica: as baratas podem contaminar ambientes, alimentos e utensílios com as suas fezes e microrganismos que carregam em seus corpos e patas, podendo causar diversas doenças.

É permitida a reprodução parcial ou total deste conteúdo em outros sites e/ou blogs desde que mencionada a fonte – Fonte: Ribeira Dedetizadora – http://ddribeira.com.br/

Compartilhe!

Desenvolvido por: