10 Locais da sua casa que mais possuem bactérias

10 Locais da sua casa que mais possuem bactériasConfira os 10 principais locais da sua casa que são mais comuns para a moradia das bactérias e saiba como fazer a limpeza do ambiente doméstico, evitando assim a proliferação de germes e microrganismos prejudiciais à saúde de nossa família. Você sabia que o banheiro está longe de ser o espaço mais perigoso da sua casa quando o assunto é bactérias? Pois é.

O banheiro é sujo sim, é claro. Mas, como a limpeza deste cômodo costuma ser, além de frequente, bem pesada, o ambiente deixa de ser tão inseguro quando o assunto é bactérias, germes e micróbios.

Mas agora um dado que realmente vai te surpreender. Segundo um estudo realizado pela Fundação de Pesquisa para Saúde e Segurança Social os hábitos de higiene que mantemos podem transformar a nossa casa em um ambiente perfeito para a criação de bactérias, fungos e ácaros e consequentemente, transmissão de doenças infeciosas e parasitárias prejudiciais a nossa saúde. As enfermidades causadas por bactérias são responsáveis pela grande procura de consultas médicas em unidades de pronto-socorro e hospitais.

Quem imaginava que bactérias e vírus era coisa de hospitais e centros cirúrgicos se enganou. Dê um de infectologista e microbiologista elimine as bactérias do seu lar. Então vamos lá. Pegue um balde, um pano e um rodo e evite a contaminação. Confira a seguir quais são os 10 locais da sua casa que mais possuem bactérias. Preparado (a) para a surpresa?

1. Tapetes ou carpetes

Nem só de poeira e ácaros vivem os carpetes. Por mais macios, confortáveis e bonitos que os carpetes e tapetes sejam, eles são verdadeiros convites para a vida de fungos e bactérias. Sendo assim, não hesite em lavá-los com máquina a vapor pelo menos a cada seis meses. Também tente manter a limpeza de ambos sempre em dia durante as faxinas.

2. Bancada da cozinha

É na bancada da cozinha que a gente abre os pacotes de comida, colocamos as sacolas de compra, jogamos as chaves do carro em casa e até mesmo preparamos algumas refeições e alimentos, não é mesmo? E é exatamente por isso que esse local é um grande atraente de bactérias. Diante disso, nossa recomendação é: use água e desinfetante, sabão ou hipoclorito de sódio para limpar a bancada sempre que preparar algum prato.

3. Esponjas de pia

Com qual frequência você troca as esponjas de lavar louça? Pois é. O que talvez você não saiba é que as esponjas são um verdadeiro ‘parque de diversões’ para centenas de fungos e bactérias nocivas ao nosso bem-estar. Para evitar a proliferação destes, o ideal é trocá-las em, no máximo, duas semanas, em algumas situações como bares e restaurantes o indicado é trocá-las diariamente.

4. Botões do fogão

Enquanto manuseamos os alimentos e cozinhamos acabamos entrando em contato com bactérias presentes neles – que ficam em nossas mãos. Quando encostamos nos botões do fogão, eles acabam se tornando a ‘morada perfeita’ para a proliferação das bactérias. Sendo assim, já sabe né? Remova os botões do fogão e lave-os com a maior frequência possível.

5. Copinhos de escova de dente

Se tem um item extremamente prático para deixar o banheiro mais organizado e bonito certamente estamos nos referindo aos copinhos de escova de dente. Mas fique você sabendo que esses copos acumulam milhões de bactérias – sem que a gente perceba. Neste sentido, a primeira dica é: prefira os potes de plástico ou aço inox, já que a proliferação de microrganismos e bactérias nestes recipientes é menor. Já a segunda dica é ainda mais simples: faça a limpeza dos copinhos, pelo menos, duas vezes por semana.

No banheiro é muito comum a presença de bactérias da boca, esse tipo de germe não oferece tanto risco a nossa saúde quanto as bactérias do intestino causadoras mais comuns da doença disenteria.

6. Potes de animais

Sabia que os potinhos de comida dos gatos e cachorros também são cheios de bactérias? Já era de se imaginar. Pensando nisso, o recomendado é manter a higiene todos os dias com água e sabão. Lave bem os potes de comida e água, sabe aquele limo esverdeado fixado no fundo do pote de água? Nada mais é que simplesmente bactérias ou fungos, pensando nisso troque água no mínimo duas vezes ao dia.

7. Cafeteiras

Fazer o café em uma cafeteira elétrica, além de prático, permite inovar em cápsulas com sabores diferentes e sabores incríveis. Mas muitos se esquecem da necessidade de lavá-la por inteiro de vez em quando – deixando até de molho no vinagre por um tempo. A verdade é que mofos, vírus e bactérias costumam gostar do ambiente escuro e úmido das cafeteiras. Por isso, não se esqueça de manter a sua cafeteira sempre bem limpa.

8. Chuveiros

Sabe aquela água que sobra no chuveiro depois que você toma banho? Pois é. Esse líquido acumulado lá pode ficar infectado por bactérias causadoras de inúmeras doenças de pele. Sempre seque bem o banheiro e a banheira depois dos banhos e procure desinfetar pelo menos uma vez por semana, principalmente o chão e as paredes. Por essa, com certeza, você não esperava né?

9. Dispositivos tecnológicos

Estando em constante contato com as nossas mãos, a tela do celular e o teclado do computador abrigam tantos micro-organismos (como fungos e bactérias) que você nem se quer consegue imaginar. Só para se ter uma ideia, o teclado de um computador é capaz de abrigar mais de 450 tipos diferentes de germes. Verdadeiramente assustador, não é mesmo? Portanto, não esqueça, após o uso desinfetar as mãos de preferência com álcool gel.

10. Pia da cozinha

Acredite se quiser: a grande campeã de contaminação por bactérias em nossa casa é a pia da cozinha. Essa quantidade toda de bactérias ocorre pela presença constante de sujeira e restos de alimentos no local. E o que fazer para promover melhor limpeza na pia da cozinha? Basicamente, lave-a muito bem com sabão, água sanitária e água abundante. Além disso, prefira a água quente (previamente fervida) para fazer a limpeza dos ralos – já que assim os micro-organismos serão eliminados com muito mais eficácia.

E agora que você já sabe quais são os 10 locais da sua casa que mais possuem bactérias, o que ainda está esperando para promover aquela limpeza geral, dando mais atenção a esses locais?

Outras dicas para evitar bactérias

Como você acha que as bactérias chegam até a sua casa, se elas não pulam, não se locomovem e nem ficam voando por aí? Os principais veículos de propagação de bactérias em nossos domicílios são os insetos como moscas, baratas, formigas, animais domésticos e principalmente das mãos dos seres humanos.

Para evitar bactérias, a dica é higienizar bem as mãos e unhas antes do preparo de comida, nunca espirrar ou tossir durante a manipulação das refeições, evite acumular por longos períodos utensílios sujos da cozinha e ter o hábito de sempre lavar as frutas antes de consumi-las. Uma dica, o hipoclorito de sódio é um grande aliado quando o assunto é assepsia da pia e dos alimentos.

Muita atenção com os panos de limpeza, por acumularem sujeiras e sobras de alimentos, é um local potencial para propagação de bactérias. Mantenha-os sempre limpos, após o uso deixe de molho em solução de cloro, sabão em pó ou água fervida.

Como já citado anteriormente os produtos de limpeza que eliminam as bactérias, como hipoclorito de sódio, cloro, sabão em pó, desinfetante, detergente e água fervente. Eles são eficazes no combate as bactérias somente se tiver a informação no rótulo a existência dos compostos químicos como formol, cloro, álcool ou quaternário de amônio que seja na proporção de no mínimo 70%.

Segundo a Anvisa (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) é primordial se atentar a quantidade descrita nas embalagens, se colocar demais pode desencadear uma alergia na pele ou nas vias respiratórias e se usar uma pequena quantidade pode não ser tão eficiente ou até mesmo anular a ação do bactericida.

Lixo e formigas, um depósito de bactérias

Nem precisar falar que o lixo e as formigas são fontes de bactérias, vírus e outros microrganismos prejudiciais a saúde. Veja dicas para evitar mau cheiro do lixo e formigas!

Lixo:

  • Não deixe acumular;
  • Não deixe no sol ou na chuva;
  • Se o lixeiro não passar todo dia, feche o saco e coloque em um local arejado;
  • Lave a lixeira com água e detergente diariamente;
  • Não jogue alimentos líquidos no lixo;

Formigas:

  • Esvazie e mantenha sempre a lixeira limpa;
  • Não jogue sujeira de toalha de mesa no chão;
  • Mantenha a pia seca e sem alimentos;
  • Use lixeiras com tampa;
  • Não use sacos de lixos rasgados.

É permitida a reprodução parcial ou total deste conteúdo em outros sites e/ou blogs desde que mencionada a fonte – Fonte: Ribeira Dedetizadora – http://ddribeira.com.br/

Compartilhe!

Desenvolvido por: