Quer contratar a Ribeira Dedetizadora e Desentupidora?Solicite um orçamento!

DOENÇAS TRANSMITIDAS PELOS RATOS

Doenças Transmitidas pelos RatosConheça as Doenças Transmitidas pelos Ratos, dentre as doenças destacamos: a peste negra, leptospirose, tifo murinho, hantavírus e muitas outras infecções.

Os Ratos são animais de grande importância para a saúde pública devido ao seu papel como vetores e reservatórios de infecções e doenças que podem ser transmitidas para os seres humanos, as zoonoses. A desratização, dedetização de ratos e controle de ratos tem um papel fundamental na sociedade.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) as doenças transmitidas pelos ratos presentes nas Américas incluem:

  • Peste negra (Yersinia pestis);
  • Salmonelose (Salmonella typhimurium; Salmonella enteritidis);
  • Leptospirose (Leptospira icterohaemorragiae);
  • Tifo murinho (Ruckettsia typhi);
  • Riquetiose vesicular ( akari);
  • Coreomeningite linfocitária (arenavirus);
  • Febre da mordedura do rato (Spirilum minus, Streptobacillis moniliformis);
  • Hantavírus;
  • Febres hemorrágicas (arenavirus);
  • Encefalite equina Venezuelana (alphavirus);
  • Tularemia (Francisella tularensis);
  • Febre maculosa ( rickettsii);
  • Bem como os parasitismos tais como a triquinose (Trichinella spiralis), a teníase (Hymenolepis nana ou Hymenolepis diminuta) e a meningite eosinofilica (Angiostrongylus cantonensis).

A transmissão dessas doenças e infecções através dos ratos ao homem ocorre por contato indireto. Algumas são transmitidas através do contato com a urina e fezes infectadas dos Ratos, outras através de pulgas e carrapatos e ainda outras através da picada de mosquitos.

Não sabemos ainda o papel que os Ratos desempenham na natureza. Sabemos que os Ratos estão inseridos dentro da cadeia alimentar e que serve de alimentos para vários outros animais felinos, aves de rapina, corujas e répteis.

Os Ratos vêm acompanhando os homens desde os seus primeiros passos sobre a Terra. Ratos são animais astutos, observadores, que aprenderam com o homem a consumir o que sobrava na mesa. Depois, aprenderam a comer na mesa junto com o homem invadindo os seus celeiros e contaminando os alimentos com a sua urina e fezes.

“Estima-se que uma quinta parte da produção de grãos no mundo seja consumida e contaminada por Ratos. Quem vive no campo sabe bem a luta que é manter sua colheita a salvo dos ratos predadores e vorazes. ” Diz os profissionais da Ribeira Dedetizadora e Desentupidora.

Para vencer os obstáculos e chegar no foco de interesse os Ratos tem as suas armas próprias: seus dentes incisivos. O esmalte que reveste os dentes incisivos é duro, mais duro do que o ferro, platina e cobre. Usando a escala de Moh para medir a sua dureza os dentes incisivos dos ratos medem 5,5 (o diamante mede 10 na mesma escala). O esmalte humano mede 5 na escala de Moh.

Ratos não possuem pré-molares ou dentes caninos. No seu lugar existe um vazio chamado diastema. Esse espaço é usado para carregar filhotes ou para acumular materiais que ele rói, mas que não pretende engolir.

Ratos podem morder e são bastante agressivos quando se sentem acuados. Eles não temem o seu adversário e avançam para se defender. Por isso, é bom evitar um confronto direto com um desses Ratos. Quando os Ratos entram na casa através do vaso sanitário há um sério risco de mordida, já que, quem está sentado no vaso sanitário é somente um obstáculo que o Rato vai tentar remover com seus dentes. Ratos também podem morder bebês, pessoas acamadas e causar ferimentos sérios e até a morte.

A Leptospirose doença mais comum transmitida pelos Ratos

Depois dessa lista de doenças não há como deixar de considerar o Rato como uma praga importante no que diz respeito à saúde. A mais comumente citada infecção é a leptospirose devido a sua forma peculiar de penetrar no organismo humano, através da pele.

Isso acontece por que as cidades estão infestadas de Ratos, quantos, não se sabe. Não há como medir essa população. Os Ratos liberam no ambiente muitos litros de urina, conforme a sua população. Essa urina está em grande parte infectada por leptospira que são agentes que vão infectar o homem.

Quando chove os rios transbordam, bem como as redes de águas pluviais entupidas em toda a sobra de lixo, muitas vezes jogado pela própria população, essa água vem carregada de urina e de leptospirose. Assim, basta pisar com os pés descalços em lama e o risco de que uma dessas lepstospiras penetre no organismo é grande, especialmente em bairros bastantes povoados, sem saneamento básico, com insuficiente coleta de lixo e outros agravantes.

Assim que a leptospirose penetra no organismo ela fica de forma dormente. Não se manifesta. Ela está se multiplicando, criando forças para atacar o hospedeiro. Cerca de 10 dias depois da infecção começa a se manifestar com dores pelo corpo, principalmente nas juntas e nas panturrilhas (batata da perna).

Muitas vezes, a pessoa confunde esses sintomas com os de uma gripe forte e não um médico. A leptospirose pode passar como uma gripe, sem deixar sequelas e fica tudo por isso mesmo. Acontece que em determinados organismos a bactéria pode ser mais agressiva e começa a migrar para os órgãos mais importantes e vitais como os rins.

O paciente começa a ficar amarelo, com icterícia. Aí a infecção atinge um caráter mais sério e pode levar o paciente a morte. Portanto, todo o cuidado é pouco com os Ratos. Se existe uma desconfiança de que aquele sintoma pode ser além de uma gripe é urgente procurar um posto de saúde e tirar a dúvida.

Deixe um comentário para: Doenças Transmitidas pelos Ratos

Compartilhe!

Web Design: