Quer contratar a Ribeira Dedetizadora e Desentupidora?Solicite um orçamento!

TIPOS DE RATICIDAS E RODENTICIDAS ANTICOAGULANTES

Tipos de Raticidas e Rodenticidas AnticoagulantesTipos de raticidas e rodencitidas anticoagulantes – Em nosso país, de acordo com a legislação vigente atual, são permitidas três formulações de raticidas.

No mercado brasileiro há três tipos de raticidas legalizados disponíveis para uso em qualquer situação de infestação por roedores. Ao profissional controlador de pragas urbanas bastará eleger os de sua preferência. Como em tudo, há produtos muito bons e há os de má qualidade que pouco ou até mesmo nenhum resultado produzem. Os serviços públicos são mais sujeitos a caírem no logro desses produtos de segunda linha, porque são obrigados por lei a adquirirem os de menor preço dentre os fornecedores que se apresentem às licitações públicas.

As situações das infestações existentes em uma determinada área podem exigir a seleção de mais de um tipo de formulação de raticida para que bons resultado sejam alcançados. Às vezes, o uso combinado de duas ou mais formulações de raticidas no combate aos ratos podem ser necessários. Certamente, quando maior ou mais complexa for a área alvo, mais formulações de rodenticidas diferentes serão uteis e darão ao controlador mais alternativas de controle de ratos infestantes. Portanto, diz a lógica que o pessoal envolvido nas operações de campo deva ter à sua disposição mais de um tipo de formulação de raticida.

Conheça os três raticidas e rodenticidas do mercado brasileiro:

  • Raticida iscas;
  • Raticida blocos parafinados ou sólidos;
  • Raticidas pó de contato ou aderente.

A seguir vamos analisar alguns aspectos das diferentes formulações de raticidas / rodenticidas, para que possamos tirar o melhor proveito dos produtos raticidas. Lembre-se chumbinho não se enquadra como raticidas é o veneno altamente poderoso que pode matar até mesmo uma pessoa.

Raticidas em forma de iscas

Geralmente são raticidas formulados com mistura de cereais e apresentados na forma de grânulos peletizados, farináceos ou mesmo naturais. Devem ser corados em cores que não os permitam ser confundidos com alimentos (as cores amarelo, branco e marrom não são aceitáveis). Geralmente vêm acondicionados em saquinhos plásticos (ou de papel apropriado para proteger o conteúdo) e variam em peso.

O poder de atração (palatabilidade) da isca raticida varia de acordo com a combinação de grãos empregada, sua qualidade, mas também de acordo com variações individuais e coletivas dos roedores a serem combatidas. Antes de escolher o melhor método a ser adotado é interessante esclarecer informações sobre os ratos.

Para aumentar a segurança de uso dessas iscas raticidas evitando que outros animais não alvos (pássaros, por exemplo) possam encontrar e ingerir o raticida pode-se empregar o artifício de colocar o rodenticida dentro de porta iscas, dispositivo apropriado para acomodar os raticidas.

Evite colocar as iscas raticidas próximas a alimentos que estejam usualmente sendo ingeridos pelos roedores urbanos infestantes. Estes, naturalmente darão preferência ao alimento a que estão acostumados, em detrimento das iscas artificiais disponibilizadas. Busque localizar os pontos de origem desses roedores e ali disponha as iscas raticidas. Movidos pela fome, assim teremos maior chance de que eles ingiram as iscas, deixando de caminhar até as fontes de alimentos usuais.

Raticidas em forma de blocos parafinados

São constituídos por uma combinação de cereais, tal e qual os raticidas anteriores, mas envoltadas em parafina ou resina, o que dá ao produto uma meia vida mais longa depois de exposto ao ambiente. Igualmente, os blocos coloridos de forma a não permitir confusão com alimentos. A formulação bloco raticida destina-se a uso em condições ambientais adversas como os locais de alto teor de umidade, onde os raticidas comuns deterioram-se rapidamente de deixam de ser aceitas pelos ratos.

Em princípio os raticidas blocos são menos aceitos que as iscas. Contendo parafina e resina, seu poder de atração geralmente não é tão alto, especialmente se na área houver disponibilidade de alimentos alternativos. Mas isso não é regra, ok? Atualmente existem no mercado raticidas blocos tão atrativos quanto as iscas raticidas, não vou citar nomes aqui para não ficar fazendo propaganda, caso tenha interesse em saber quais são os melhores fabricantes e nomes dos raticidas, envie um e-mail para a nossa empresa.

Raticidas pó de contato

Uma boa alternativa para determinados ambientes onde a existência de outros alimentos possa comprometer a aceitação de iscas e/ou blocos. Trata-se de um preparado em forma de pó inodoro e insípido para ser aplicado ao longo das trilhas e passagens dos roedores. Esse pó aderirá ao corpo e pelame quando o rato passar sobre ele. Pouco depois, quando o roedor retornar ao seu ninho, vai remover o produto de seu corpo através de vigorosas lambeduras e o ingerirá, causando-lhe o efeito letal dentro de certo tempo.

Atualmente nossa empresa, a Ribeira Dedetizadora, não trabalha com esse tipo de raticida. Muito cuidado com a utilização desse tipo de raticida: o uso dos raticidas pós de contato requer conhecimento e prática, pois pode facilmente contaminar outros alimentos ou estocados na área infestada, pelo vai-e-vem dos ratos.

Os raticidas pós de contato foram desenvolvidos para uso alternativo no controle de roedores, não destina-se a atrair e nem induzir sua ingestão. São constituídos por pós inertes de cor geralmente azulada (para evitar confusão com farinha de trigo), sem gosto e sem odor.

Alguns raticidas pós de contato podem ser utilizados como prémix, ou seja, podem ser adequadamente misturados a algum alimento que esteja sendo consumido na área alvo, criando uma isca altamente apetecível aos roedores ali infestantes. Tais pós conterão essa indicação e as dosagens de mistura em seus rótulos.

Compartilhe!

Web Design: