Quer contratar a Ribeira Dedetizadora e Desentupidora?Solicite um orçamento!

Carrapato de cachorro pega em humanos?

O carrapato de cachorro é uma preocupação constante entre os donos de pets. Afinal, eles podem desencadear uma série de problemas no bichinho, prejudicando sua saúde e bem-estar.

O que muita gente não sabe é que o carrapato é irritante e também pega e é prejudicial para os seres humanos. Além de gerar alergias e muita coceira, ele pode desencadear uma série de infecções e, ainda, várias doenças graves.

Os carrapatos que infestam cachorros podem causar irritação leve na pele de pessoas, eles podem transmitir doenças que representam uma séria ameaça para animais e seres humanos.

Os carrapatos podem ser evitados pelo uso regular de produtos apropriados aliados a algumas medidas preventivas para combatê-los dentro da sua casa.

Apenas tirando um carrapato pode deixar partes do corpo ligadas ao seu cão. Pergunte ao seu veterinário sobre a remoção apropriada do carrapato e o controle do carrapato.

As doenças transmitidas por carrapatos podem causar febre, anemia, paralisia, claudicação e outros sintomas.

Nesse artigo, você irá aprender como lidar com o carrapato de cachorro, para não ter esse tipo de problema. Então, não deixe de ler ele até o final.

Porque é importante saber como lidar com carrapato de cachorro

Eliminar o carrapato de cachorro é importante não só para o seu pet, como para a saúde dos seres humanos. Isso porque, esse inseto é extremamente prejudicial para a saúde do seu melhor amigo e também para a sua, caso não tome os devidos cuidados.

Nos animais, o carrapato fixa-se ao corpo e começa a sugar o sangue do hospedeiro. Filhotes e raças mais frágeis tendem a desenvolver quadros de anemia e podem vir a óbito se não tratados a tempo. Essa praga também pode desencadear paralisia no pet, bem como dores fortes nas articulações.

Para os seres humanos, o carrapato de cachorro é igualmente perigoso. Principalmente em ambientes que têm crianças. Além de coceiras, o inseto pode transmitir doenças fatais.

Ao saber lidar com carrapatos, além de evitar problemas de saúde no seu pet, você estará garantindo o bem-estar e qualidade de vida do animalzinho e da sua família.

Veja a seguir como é o ciclo de vida dos carrapatos e também conheça algumas dicas importantes para combater esse problema.

Como é o ciclo de vida dos carrapatos?

Antes de falarmos sobre como evitar e combater o carrapato de cachorro, é importante entender o ciclo de vida desse inseto. Assim como outros parasitas, ele possui quatro fases:

  1. Ovo;
  2. Larva;
  3. Ninfa;
  4. Fase adulta.

A fêmea se mantem no hospedeiro até a hora de colocar os ovos. Nesse momento, ela procura um lugar úmido, alto e com pouca luminosidade para fazer seu ninho e colocar seus ovos. Essa fase dura algumas semanas.

Após eles eclodirem, imediatamente as larvas buscam um hospedeiro e se alimentam dele até a fase de ninfa, onde ganha um par a mais de patas. Nessa etapa, o inseto ainda não pode se reproduzir, mas se manter no cão para se alimentar.

Depois de mais algumas semanas, a ninfa se transforma em um adulto (fêmea ou macho) e entram na fase de reprodução, recomeçando o ciclo.

Como pode ser visto acima, o ciclo de vida desse parasita depende muito do ambiente. Logo, além de tratar o animal, é necessário tomar cuidados básicos dentro da sua casa.

Dicas de como evitar e combater o carrapato de cachorro

Como foi visto acima, o carrapato de cachorro é um inseto que se aproveita de ambientes úmidos, com pouca luminosidade e altos para se reproduzir. Por conta disso, além de cuidar do seu pet, você precisará colocar alguns hábitos em prática na sua casa.

1. Evite passeios em trilhas gramadas durante o verão

O verão é a estação mais propícia para a proliferação desse parasita. Por conta disso, evite passear com o seu cão em trilhas gramadas, fazendas ou locais com vegetação alta.

Além disso, sempre que voltar do passeio, faça uma inspeção no seu pet, usando pente fino, para verificar se nenhum inseto grudou nele.

2. Mantenha sua grama bem cortada

Se você mora em um terreno com grama, ou até mesmo em chácaras ou fazendas, tome o cuidado de manter a sua grama sempre bem aparada. Isso dificultará a reprodução do carrapato de cachorro.

Inclusive, é indicado que você use produtos próprios para evitar essas e outras pragas. Mas, lembre-se sempre de usar equipamentos apropriados durante a aplicação e de manter o seu pet longe para evitar contaminações.

3. Organize o seu quintal

Esses parasitas aproveitam ambientes escuros, úmidos e altos para se reproduzirem. Por conta disso, um dos cuidados para evitar e combater o carrapato de cachorro é manter o seu quintal sempre organizado.

Evite deixar coisas acumulada, pois elas podem se tornar espaços ideais para a reprodução de vários tipos de pragas. Além disso, sempre dedetize periodicamente garagens, currais, armazéns e até mesmo a sua casa, principalmente se ela ficar no campo.

4. Coleiras anti-carrapatos e anti-pulgas

Mais uma das dicas para você evitar problemas com carrapato de cachorro é colocar coleiras especiais no seu pet. É possível encontrar uma grande variedade de opções no mercado.

O ideal é optar por uma que combata várias pragas, desde carrapatos até pulgas. Assim, o seu animalzinho estará mais protegido.

Mas, atenção, existem vários produtos do gênero que não são recomendados para filhotes. Logo, é preciso ler com atenção a embalagem e verificar se não há perigo para o seu cãozinho.

5. Passe sprays repelentes em casa

Quando falamos de tratar e combater carrapato de cachorro, é sempre importante ressaltar que além de cuidar do pet, você também precisa dar uma atenção especial para a sua casa. Afinal, se você não eliminar o foco de reprodução dos parasitas, dificilmente deixará seu animalzinho e família livres deles.

Uma boa alternativa para acabar com esses insetos irritantes é usar sprays repelentes. Eles são seguros para humanos e animais, e conseguem acabar com qualquer ninho, ovo, larva, ninfa ou carrapato adulto em questão de semanas.

Ao usar esses produtos, certifique-se de seguir todas as instruções à risca, para evitar qualquer tipo de problema.

6. Contrate uma empresa especializada nesse tipo de parasita

Em alguns casos, apenas os cuidados caseiros diários não são suficientes para eliminar o carrapato de cachorro. Isso geralmente acontece em casas antigas, ou que estão situadas em zonas rurais.

Se você apresentar esse tipo de dificuldade, o mais indicado é chamar uma empresa especializada nesse tipo de parasita. Ela irá fazer uma dedetização completa na sua residência, garantindo que todos os ambientes fiquem higienizados.

É importante frisar que com esse tipo de alternativa, você precisará tirar a sua família e pet do local, para que a empresa possa dedetizar tudo. Por isso, tenha certeza que terá um lugar para ficar até que o serviço seja concluído.

7. Lave o seu pet com produtos veterinários adequados

A higienização do pet é um elemento indispensável para eliminar o carrapato de cachorro. Você precisa dar banho no seu pet, de maneira periódica, e sempre usando produtos veterinários próprios para combater e repelir esses parasitas.

Além disso, depois do banho, antes de secar o animal, passe o pente fino nele por inteiro. Assim será mais fácil localizar e retirar possíveis larvas, ninfas ou insetos adultos.

8. Vassoura de fogo

Uma alternativa muito eficaz contra o carrapato de cachorro é a vassoura de fogo. Basicamente, é um lança chamas adaptado, que é utilizado para esterilizar locais como baias, currais, armazéns, varandas ou outros espaços que o animal tenha contato.

Por conta do calor elevado, esse método consegue eliminar todos os estágios do parasita. Mas, ele precisa ser realizado com cuidado, por conta do perigo do fogo. O ideal é contar com mão de obra especializada para esse tipo de técnica.

Com essas dicas simples, você verá que será mais fácil evitar e combater o carrapato de cachorro. Se o seu pet apresentou problemas com o parasita, também é indicado levá-lo ao veterinário, para uma avaliação completa.

Gostou do post? Quer mais dicas como essas? Então aproveite para nos seguir nas redes sociais e fique por dentro das novidades

É permitida a reprodução parcial ou total deste conteúdo em outros sites e/ou blogs desde que mencionada a fonte – Fonte: Ribeira Dedetizadora – https://www.ddribeira.com.br/

Compartilhe!

Web Design: