Quer contratar a Ribeira Dedetizadora e Desentupidora?Solicite um orçamento!

O que é Dedetizadora? O guia completo para acabar com as pragas

Conheça a Dedetizadora, a principal empresa que te ajuda a se livrar das pragas. Confira e aprenda com nosso guia de dedetizadora e acabe agora mesmo com os insetos. Saiba quando e como empregar a melhor técnica de dedetização de acordo com a praga infestante.

Dedetizadora são empresas legalizadas pela Vigilância Sanitária na qual são responsáveis por aplicar inseticidas químicos. Utilizam-se de um conjunto de técnicas de dedetização (dentre elas: a micro pulverização, polvilhamento, aplicação de gel e termonebulização) que tem como principal objetivo eliminar insetos.

Cupins, pulgas, baratas, percevejos, moscas domésticas e formigas são exemplos de parasitas com os quais estamos familiarizados. E não é exagero dizer que estas são criaturas desagradáveis para se ter em casa. Se você tem problemas com infestação, a dedetizadora é a melhor ajuda.

As pragas são de natureza muito destrutiva e, na maioria das vezes, são incontroláveis ​​se não forem efetivamente eliminadas.

O controle desse tipo de parasita é feito através de cuidados diários e dedetização, processo pelo que essas pragas são gerenciadas e erradicadas para garantir segurança e saúde em sua casa.

O que é Dedetizadora?

Dedetizadoras são empresas que utilizam procedimentos de controle de pragas baseadas atualmente no conhecimento da bioecologia, no comportamento e nas adaptações das pragas nas características dos locais a serem controlados e nas causas sócio ambientais da proliferação.

Na utilização de produtos e técnicas de aplicação, considera-se a proteção da saúde de usuários e operadores e do meio ambiente.

Iniciado na agriculta, as dedetizadoras consolidam-se na área de vetores e pragas urbanas e já faz parte das legislações federais, estaduais e municipais como prática mais correta, adequada e obrigatória na prestação de serviços de dedetização que precisam ser eficientes e seguros.

O controle de pragas é a filosofia de trabalho de dedetizadoras realmente capacitadas e é fundamental nas áreas de estocagem e manipulação de alimentos e nas unidades de saúde, em entrosamento com as comissões de infecções hospitalares.

Nos meados do século XIX, várias empresas já se estabelecem como exterminadoras de pragas utilizando produtos importados da Alemanha e, posteriormente, fabricados localmente. O Verde Paris, pastas de fósforo e outros venenos como arsênico, estricnina e tálio são utilizados para o controle de pragas a partir de 1848 e, depois da II Grande Guerra Mundial, surgem os inseticidas modernos.

Organofosforados, carbamatos, piretroides, neocotinoides e outros se sucedem e incentivam processos mais integrados de controle de pragas, no qual todos esses princípios ativos são utilizados por dedetizadora no mercado brasileiro.

Algumas pessoas pensam em insetos ou insetos quando ouvem a palavra “pragas”, enquanto outras pensam em pardais, macacos, capivaras (em algumas áreas, até veados podem se encaixar na categoria “pragas” para algumas pessoas!).

Então, o que é dedetização de pragas? Uma “praga” é qualquer inseto, roedor ou vida selvagem que seja considerado indesejável porque invade as casas ou empresas das pessoas, causando danos ou aumentando o risco de transmitir doença ou enfermidade. Portanto, a dedetização seria o processo de gerenciar (usando impedimentos ou repelentes) ou remover as pragas da casa ou do local de trabalho.

Como surgiu a dedetizadora no Brasil

No Brasil, a primeira dedetizadora de controle de pragas, surge no final da década de 1940. Anteriormente, as pessoas tentavam proteger sua saúde e propriedades das pragas urbanas por meio de uma grande variedade de receitas caseiras e, à semelhança dos exterminadores da Europa e dos Estados Unidos, existia a figura da pessoa que a pé ou de bicicleta, oferecia o controle de pragas de porta em porta.

Era o precursor do “Zé Bombinha”, que ainda hoje é um desafio para os órgãos de registro e fiscalização. Um risco à saúde dos incautos clientes, um entrave à educação do consumidor final, além da desmoralização dos custos das dedetizadoras legais, reunidas em associações e realmente capacitadas a executar serviços de dedetização eficientes e seguros.

As novas dedetizadoras com a proposta de garantia e assistência técnica agregada ao serviço, aliado ao sistemático esforço dos fabricantes de praguicidas em investir em produtos mais eficientes e seguros, menos invasivos, em produzir boletins e folhas técnicas e de promover eventos para capacitar adequadamente os técnicos das dedetizadoras na utilização de seus inseticidas, surge um fato novo e decisivo para o desenvolvimento de dedetizadora.

A Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente do Rio de Janeiro, atualmente Instituto Estadual do Ambiente, absorve a função de registrar/licenciar e fiscalizar as empresas de controle de pragas e cria a primeira legislação específica para o setor. Surgem as primeiras associações de dedetizadora, a ABCVP no Rio de Janeiro, pioneira, e a APRAG em São Paulo.

Dedetizadora realiza que tipo de serviço?

Os 03 serviços realizados por dedetizadoras são:

  1. Desinsetização;
  2. Desratização;
  3. Descupinização.

Mas espere! Antes de fazer estratégias para controlar pragas, você deve identificar primeiro o tipo de praga com a qual está lidando, bem como o estilo de vida deles. Isso permitirá que você use o método certo e se livre deles facilmente. Se você não tiver certeza, é melhor consultar uma empresa de dedetizadora.

Alguns tratamentos orgânicos não produzem um resultado eficaz, razão pela qual alguns optam pelo controle químico de pragas, a chama dedetização.Você pode encontrar milhares de produtos químicos disponíveis para uso em propriedades residenciais e comerciais.

Estes podem estar na forma de sólido, líquido ou aerossol. No entanto, lembre-se de que alguns produtos químicos são muito perigosos para seres humanos e outros organismos vivos, se optar por alguns desses produtos mais agressivos é essencial que seja acompanhado por alguma dedetizadora, solicite explicações principalmente os cuidados com a saúde.

Quando Chamar a Dedetizadora?

Qual o melhor momento para acionar a dedetizadora? As modificações ambientais decorrentes do processo de urbanização, ao longo da história, geraram condições facilitadoras para a aproximação das populações humana com a de outros animais, algumas não desejáveis.

Neste processo de implantação e crescimento das cidades, em maior ou menor grau, o homem interviu e se apropriou dos espaços naturais, alterando-os em prejuízo de espécies que neles viviam de maneira equilibrada.

Dessa forma, surgiu um ambiente artificializado e em desequilíbrio (ambiente antrópico) no qual algumas espécies animais passam a depender estritamente do homem para, de acordo com a organização do espaço urbano e de suas características socioambientais, ter plenas condições de desenvolvimento.

Nos grandes conglomerados urbanos, principalmente em países em desenvolvimento, essas características se traduzem nos problemas crescentes que decorrem da falta do planejamento urbano, da ausência de políticas adequadas de ocupação do solo, entre tantos outros fatores.

Este quadro fortalece o elo comensal entre algumas espécies de pragas com o homem no meio urbano permitindo que estas recebam do próprio homem os elementos indispensáveis à sua preservação: água, abrigo e alimento.

Essa convivência acaba gerando prejuízos à sociedade humana e por isso, a responsabilidade do controle de pragas é de todos e de cada um de nós.

A responsabilidade básica no controle das pragas infestantes de uma propriedade, área livre ou edificada, é de seu proprietário e/ou ocupante.

Mas, se as pragas passam a ocupar áreas comunitárias, somente uma ação conjunta dos indivíduos desta comunidade afetada poderá ser capaz de resolver o problema.

As pragas mais comuns e medidas preventivas para se livrar delas

A cooperação e a participação da comunidade são indispensáveis para o sucesso no controle de pragas. Uma limpeza profissional pode ser necessária em diversas situações, mas os parasitas mais comuns são:

Barata voadora

A Periplaneta americana, mais conhecida como barata voadora, é uma das pragas mais aterrorizantes e também uma das mais populares em nossas casas. Apenas a critério de curiosidade, essa praga pode viver por até três anos.

Apesar de asquerosa, não existem doenças que sejam diretamente transmitidas pelas baratas (seja pela voadora ou qualquer outra espécie). No entanto, elas podem estar associadas a bactérias, vírus, protozoários, diarreia, fundos, entre outros.

Como se livrar das baratas segundo a dedetizadora

  • Tomar os devidos cuidados com o armazenamento do lixo (sempre tampe as lixeiras, deixe-as secas e em lugares arejados).
  • Manter os alimentos do armário sempre fechados e devidamente protegidos.
  • Não acumular lixo desnecessário pela casa.
  • Verificar a condição de caixas pegas em mercados ou depósitos.
  • Tampar ralos da área externa casa e também dos banheiros.
  • Manter a casa limpa de maneira geral.

Todas essas recomendações também podem ser aplicadas a qualquer outro tipo de barata. Afinal, apesar de espécies distintas, os hábitos desses insetos são iguais. Prevenindo-se das baratas voadoras, você também irá se livrar das outras.

Camundongos

O Mus musculus, famoso camundongo, não é uma praga tão comum aqui no Brasil. Além disso, é uma espécie de rato que não cria tanta repulsa, pois, de fato, são seres fisicamente bonitinhos! Apesar disso, é importante combatê-los quando estes invadem a sua casa.

As principais doenças transmitidas por esses roedores são: leishmaniose, leptospirose, peste Bubônica, sarna, febre hemorrágica, raiva, micoses, etc. Como foi possível observar, esses seres − apesar de fofinhos − podem trazer muitas doenças.

Como se livrar dos camundongos dedetizadora

  • Manter a casa sempre limpa.
  • Não acumular tralhas em lugares com pouco trânsito de pessoas (garagem, por exemplo).
  • Checar as caixas pegas em mercados e depósitos.
  • Não deixar restos de alimentos em lixos descobertos.
  • Fechar todos os alimentos que estão abertos no armário e armazenar tudo de forma correta e protegida.

Essas são maneiras preventivas, mas caso você já esteja passando por problemas com os roedores, então você pode apostar em ratoeiras ou nos papéis altamente colantes para prender o ratinho (essa forma é mais adequada, pois você não precisa matá-lo para se livrar dele).

Agora, se você deseja unir o útil ao agradável, uma solução é ter algum gatinho pela casa. Eles são ótimos caçadores e dificilmente algum rato irá se instalar na sua casa com a presença dos bichanos.

Ratazana ou rato de esgoto

As ratazanas, cujo nome científico é Rattus norvegicus, é uma das pragas mais temidas. Além de seu aspecto medonho e asqueroso, o medo desses roedores não é à toa, pois os ratos são responsáveis pela transmissão de diversas doenças.

Esses animais, que podem atingir 45 cm, alimentam-se de carne e até mesmo de indivíduos da sua própria espécie. Tê-los em sua casa é realmente algo que você deve evitar ao máximo.

Assim como os camundongos, podem transmitir leishmaniose, leptospirose, peste Bubônica, sarna, febre hemorrágica, raiva, micoses, etc. Além do mais, esses roedores podem morder, sendo assim, você e seus pets devem tomar cuidado se houver um confronto direto com o roedor.

Como se livrar do rato de esgoto segundo a dedetizadora

  • Manter limpeza da casa em ordem.
  • Não deixar restos de comida em lugares impróprios.
  • Limpar muito bem churrasqueiras após o uso (alguns se escondem dentro dela, principalmente as de alvenaria).
  • Caso haja grama em sua casa, mantê-la sempre cortada.
  • Armazene o lixo de forma adequada, mantendo-o seco e fechado.
  • Evite o acumulo de tralhas.

Se a sua casa está com uma infestação de ratazanas, é realmente recomendado entrar em contato com alguma dedetizadora, pois esses animais são bem ágeis (e intimidadores).

Como esses ratos nadam pelos esgotos, eles simplesmente podem aparecer no seu vaso sanitário. Então, se isso acontecer com você, saiba que é mais normal do que imagina!

Cupim de madeira seca e cupim subterrâneo

O Cryptotermes brevis (cupim de madeira seca) costuma ter o tamanho acima de 1 cm e o encontramos nas portas ou móveis de madeira. Uma curiosidade? O rei e a rainha (assim como as abelhas e formigas, os cupins também possuem essa hierarquia) podem viver até 50 anos!

Já o Coptotermes havilandi (cupim subterrâneo) possui entre 0,6 cm a 1,3 cm e o rei ou a rainha podem chegar aos 30 anos de idade.

Os cupins não causam nenhuma doença, o que faz dele uma praga menos perigosa. No entanto, a espécie pode realmente destruir qualquer móvel de madeira que você tenha em sua casa (além de livros ou qualquer coisa que contenha celulose).

Como se livrar dos cupins segundo a dedetizadora

  • Os cupins constroem túneis com saliva, terra e até mesmo fezes, para se protegerem. A melhor medida é encontrar esses túneis nos móveis para livrar-se deles.
  • Como essas pragas aparecem em grande quantidade, chamar por serviços especializados pode ser a maneira mais fácil de lidar com elas.

Broca de madeira

A Broca de madeira (Anobiidae e Lyctidae) possui apenas de 1 mm a 9 mm e vive por menos de 1 anos. Assim como os cupins, essas pragas não transmitem nenhuma doença, mas podem causar estragos na estrutura da sua casa.

Como se livrar da broca de madeira segundo a dedetizadora

  • Optar por madeiras que são menos propensas a cupins e brocas, como: peroba rosa, peroba do campo, jacarandá, braúna, sucupira, copaíba, orelha de moça, entre outras. Normalmente, os fornecedores já possuem know-how para sugerir qual a madeira que menos atrai esse tipo de praga.
  • Evite utilizar madeira em locais úmidos.
  • Cheque, sempre que possível, os móveis de madeira da sua casa para certificar que não há cupim. Não se esqueça de olhar rodapés, molduras ou qualquer coisa que seja feita de madeira.
  • Se possível, livrar-se da madeira que esteja infestada.
  • Usar estantes metálicas em bibliotecas e arquivos.
  • Aplicar produtos para a prevenção dessas pestes, como tintas, vernizes ou algo que seja específico para o combate de cupins e broca de madeira.

Todas essas recomendações também podem ser utilizadas para combater ou prevenir cupim de madeira seca ou cupim subterrâneo.

Formiga cortadeira ou saúva

Essa espécie é mais conhecida como Saúva. Possui diversos nomes científicos, incluindo Atta cephalotes, Acromyrmex aspersus e Acromyrmex subterraneus.

Suas principais características são a cor avermelhada e seu tamanho. Quem a reconhece, logo daí de perto, pois sua mordida é extremamente dolorida (principalmente para crianças).

Poucos sabem, mas as saúvas se alimentam da produção de um fungo e não plantas. Outra coisa que é pouco conhecida, é que a espécie também pode trazer doenças, pois carregam consigo bactérias e vírus.

Como se livrar da formiga Saúva segundo a dedetizadora

  • Mantenha a limpeza do ambiente em dia.
  • Realize a poda de árvores, assim como os devidos cuidados com as plantas.
  • Tampe todos os buracos em rejunte.
  • Folhas de louro, cravo-da-índia e casca de tangerina são coisas que as saúvas evitam, então são ótimas opções para que você se livre delas pela cozinha.

Formiga acrobata

A Crematogaster spp pode atingir até 4mm, enquanto a rainha chega a 10 mm (mesmo assim, são consideradas pequenas). Ao contrário das saúvas, apresentam uma tonalidade amarela ou marrom.

Alimentam-se dos nossos próprios alimentos, então você provavelmente a encontrará e sua cozinha. Assim como as outras formigas, é associada ao transporte de bactérias e vírus, que podem vir a causar uma infecção.

As medias de precaução são as mesmas da espécie anterior, no entanto, aqui você deve tomar mais cuidado com o armazenamento de alimentos e reforçar os cuidados com o lixo.

Formiga lava-pés

Seu nome científico é Solenopsis saevissima e com toda a certeza é uma das formigas mais conhecidas pelos brasileiros. Sua cor varia de amarelado até o preto. É onívora e também pode carregar vírus e bactérias.

Apesar de pequena, essa formiga possui uma picada extremamente dolorida, que causa ardência e até mesmo uma bolha no local. No caso de pessoas alérgicas a complicação pode ser ainda pior, chegando a causar um choque anafilático, ou seja, pode ocorrer edema de glote e taquicardia.

Pulga

Apesar de associarmos as pulgas apenas aos pets, essas pestes podem estar até mesmo em residências que não possuem animais. Isso porque as pulgas não se alimentam apenas de sangue de animais, mas de sangue humano também. Veja: como acabar com as pulgas.

Possui diversos nomes científicos, incluindo Ctenocephalides felis, Ctenocephalides canis, Xenopsylla brasiliensis, entre outros. Apesar de pequenas, podem transmitir diversas doenças, como dermatite alérgica, peste bubônica (pior problema da Idade Média), viroses, tifo, tularemia, entre outras.

Como se livrar das pulgas segundo a dedetizadora

  • Mantenha limpeza da casa em ordem, principalmente se houver carpetes e locais que acumulam muita poeira (o uso do aspirador de pó é uma ótima pedida).
  • Combata os roedores, caso houver, pois eles são os maiores precursores de pulgas.
  • Caso houver grama na residência, sempre a mantenha baixa e, se possível, passe veneno algumas vezes ao ano.
  • Mantenha seus cães e gatos limpos. Se houver surto de pulgas, uma opção é recorrer às coleiras antipulgas ou remédios.

Carrapato

O Rhipicephalus sanguineus é uma das maiores pragas em cachorros e além de fazerem muito mal aos pets, os carrapatos trazem muitas doenças, como: doença de Lyme, babesia caballi, babesiose canina e babesia equi. Saiba como se livrar dos carrapatos.

Além do mais, assim como a formigas e baratas, então associados à fungos, bactérias e vírus que podem nos trazer doenças de formas indiretas. Para se livrar dos carrapatos você pode aplicar a mesma medida recomendadas para as pulgas.

Quando as fêmeas vão botar os ovos, elas vão para um lugar mais fresco e normalmente escalam paredes. Sendo assim, sempre fique atento aos locais onde o seu cão dorme (verifique a cama do pet também).

Escorpião Amarelo

O escorpião amarelo − nome científico Tityus serrulatus − atinge 7 cm de comprimento e é um dos predadores das baratas e outros insetos. Não são responsáveis por transmitires doenças em si, no entanto, são extremamente venenosos.

Crianças e idosos podem desenvolver sérios quadros de saúde se forem picados por um escorpião amarelo. O recomendado é que você sempre saiba para onde ir caso seja picado por um desses, isso evita perda de tempo e você será socorrido mais rápido, evitando complicações.

Como se livrar do escorpião segundo a dedetizadora

  • Evite o acúmulo de lixo
  • Mantenha os rodapés bem pregados e rentes à parede.
  • Onde for possível, coloque telas (em ralos, por exemplo).
  • Mantenha o quintal limpo.
  • Ao mexer em entulhos ou coisas guardadas (principalmente em áreas abertas) faça isso usando luvas de couro ou semelhantes.

Escorpião preto

O Tityus bahiensis, famoso escorpião preto, é mais comumente encontrado em nossas casas (principalmente em épocas de surto). Apesar de ser parecido com o escorpião amarelo − salvo, obviamente, pela cor −, essa espécie é mais inofensiva.

Sua picada é realmente dolorida, mas você não precisa ficar muito preocupado, pois ele não é venenoso e não há o risco de morte. As medidas para que você acabe com essa praga são as mesmas recomendadas para o escorpião amarelo.

Traça das roupas

O nome científico das traças de roupa é Tineola bisseliella e você já deve ter se deparado com algumas − ou várias − delas pelas paredes e armário de sua casa.

Sua alimentação é mui particular, constituída por couro, poeira, pelos, lã, linho, penas, seda algodão e até mesmo fibras sintéticas. Por isso o nome atribuído à espécie, já que se alimenta, basicamente, de nossas roupas.

Como se livrar das traças de roupa segundo a dedetizadora

  • Mantenha a limpeza da casa em dia, principalmente dos quartos.
  • Evite o acúmulo de roupas velhas.
  • Sempre inspecione cortinas e não deixe de lavá-las uma vez ao mês.
  • Cheque as quinas do teto dos cômodos, pois elas normalmente ficam nesses lugares.
  • Não guarde roupas suja (essas são as mais atacadas).
  • Bolinhas de naftalina no armário evitam o aparecimento de traças.

Traça dos grãos

A traça dos grãos, de nome científico Sitotroga cerealella, mede cerca de 6 mm e possui asas douradas. Assim como o nome sugere, sua alimentação consiste basicamente por grãos (arroz, trigo, milho e cevada), no entanto, alimenta-se de leite, fumo, frutas secas, entre outros alimentos também.

Não são responsáveis por nenhuma doença, mas assim como a traça de roupas, é responsável por muitas dores de cabeça (no sentido figurativo, claro!).

Isso porque elas comem os alimentos do armário e no caso dos grãos você terá que jogá-los fora, pois eles ficam ocos e perdem todo o valor nutritivo. Esse é um grande problema para mercados e depósitos, pois muita mercadoria pode ser perdida.

O recomendado é que você armazene muito bem os seus alimentos, principalmente os grãos. Dê preferência para potes de plástico grosso ou vidros, pois as embalagens próprias do alimento podem ser perfuradas pela traça.

Aranha armadeira

Até o nome científico Phoneutria fera já indica o perigo desse aracnídeo. O corpo pode possui 3,5 cm, enquanto as pernas chegam a 5 cm de comprimento.

Essa aranha é bem característica pelo tamanho das pernas e devido sua cor castanha acinzentada. Apesar de não ser a precursora de nenhuma doença, a aranha armadeira é realmente perigosa.

Sua picada causa dores intensas no local, além de queda de pressão, tonturas, vômitos, adinamia, sudorese, espasmos e até mesmo levar ao óbito. Sendo assim, saiba onde é o centro de atendimento da sua cidade para o caso de picadas de aranha e escorpião (quanto antes é feito o atendimento, melhor).

Como se livrar aranha armadeira segundo a dedetizadora

  • Mantenha portas e janelas fechadas, principalmente durante a noite.
  • Não deixe entulho na área externa e quando for manuseá-lo use luvas.
  • Mantenha a grama do jardim sempre podada.
  • Não plante bananeiras em seu terreno, pois a árvore atrai muito essa espécie.

Aranha marrom

A aranha marrom possui diversos nomes científicos, incluindo: Loxosceles similis, Loxosceles laeta, Loxosceles spadicea, Loxosceles intermédia, Loxosceles rufescens, Loxosceles hirsuta e Loxosceles rufipes.

Assim como a aranha armadeira, a aranha marrom não é precursora de nenhuma doença, no entanto, sua picada traz graves consequências. O veneno dessa aranha penetra sua pele e pode até mesmo levá-lo ao óbito, mas, normalmente, ocorre a gangrena e necrose do local.

Sintomas como febre, náuseas, diarreia e mal-estar geral normalmente ocorrem naqueles que sofrem a picada. É imprescindível que você procure por um médico após ser picado por essa aranha.

As medidas de prevenção são as mesmas em relação à aranha armadeira, mas nesse caso você deve ficar ainda mais atento, pois a aranha marrom é relativamente pequena e você pode simplesmente não enxergá-la ao mexer em roupas, sapatos ou entulho.

Tarântula

Assim como a aranha marrom, a Tarântula possui vários nomes científicos: Lycosa auroguttata, Lycosa nychthemera, Lycosa poliostoma, Lycosa ornata, Lycosa dubia, Lycosa pardalina e Lycosa erythrognatha.

Não traz nenhuma doença de forma direta, no entanto, seu veneno tem ação no local da picada e a região pode chegar a necrosar. As medidas preventivas recomendadas pela dedetizadora são as mesmas para as outras aranhas.

Aranha “viúva-negra”

Com o nome científico Latrodectus curacaviensis, a viúva negra é uma aranha extremamente perigosa. Pela nossa sorte, não é muito encontrada no Brasil e raros são os casos de atendimento médico causados por sua picada.

Ela é uma aranha bem característica, possui a parte traseira maior que o resto do corpo, patas mais finas e uma inconfundível mancha vermelha no ventre. O nome “viúva negra” se deu pelo fato de ela matar os machos da espécie após o ato sexual.

Não transmite doenças, mas sua picada proporciona uma dor extremamente forte, além de parestesias e hiperestesia que podem levar ao óbito. Além da dor angustiante, outros sintomas acometem aqueles que levam a picada a aranha viúva-negra, como:

  • Angústia
  • Tremores
  • Calafrios
  • Enurese
  • Paralisia intestinal e vesical
  • Irritabilidade
  • Desassossego
  • Contrações do corpo de forma involuntária
  • Espasmos
  • Rigidez na região do abdômen
  • Episódios de delírio
  • Sialorreia
  • Lacrimejamento
  • Alteração no ritmo respiratório
  • Alteração no ritmo cardíaco
  • Taquicardia
  • Uremia
  • Albuminúria
  • Priapismo

Mosquito

Os mosquitos são tão presentes em nosso ambiente que, muitas vezes, deixamos de pensar que eles são, de fato, uma praga que pode − e deve − ser combatida.

Não é segredo para ninguém que as fêmeas se alimentam do nosso sangue e que os mosquitos são os precursores de diversas doenças, sendo muitas delas fatais.

Dengue, malária e febre amarela são as patologias mais conhecidas, mas os mosquitos também podem transmitir filariose, encefalite e até mesmo leishmaniose.

Como se livrar dos mosquitos segundo a dedetizadora

  • Não deixar água parada;
  • Manter totalmente fechado qualquer tipo de reservatório de água
  • Retirar todo o entulho que possa acumular água da chuva
  • Guardar garrafas de cabeça para baixo (quando estas ficam guardadas em área externa).
  • Limpar calhas e telhados.
  • Colocar telas nas janelas para evitar que os mosquitos entrem na sua casa.
  • Drenar ou ajustar a caída de terrenos que acumulam água nos cantos.
  • Colocar areia em volta dos vasos de planta para que não acumule água.

Se você estiver passando por um período de muitos mosquitos e pernilongos na sua casa, algumas opções são realmente interessantes para acabar com os mosquitos.

Você pode apostar em venenos de inseto, raquetes elétricas, tomadas que exalam repelente e, claro, os próprios repelentes de mosquito em formas de creme para passar no corpo.

Como forma de precaução, em época de surto de dengue é recomendado que você saia somente de calça cumprida e sapato fechado. Isso reduz drasticamente as chances de você ser picado ao sair de casa (são nessas ocasiões que há mais risco de ser infectado).

Mosca doméstica

Com o nome científico bem claro, a Musca domestica é a famosa mosca que nos cerca enquanto estamos cozinhando (principalmente carnes). Esse inseto, que parece inofensivo, alimenta-se de vários tipos de alimentos humanos, mas também se alimentam de fezes e até de cadáveres.

Muitos pensam que a mosca doméstica não traz nenhuma doença, no entanto, é preciso ficar atento aos voadores. Isso porque as moscas podem transmitir inúmeras doenças.

Febre tifoide, rickettsíase, lepra, peste bubônica, meningite, conjuntivite, tuberculose, varíola, disenteria bacilar, carbúnculo hemático, cólera e muitas outras são as doenças que podem ser transmitidas pela mosca. Ou seja, ela não é tão inofensiva quanto parece, não é mesmo?

Como se livrar das moscas segundo a dedetizadora

  • Coloque telas em portas e janelas.
  • Armazene bem o seu lixo, deixando-o seco e sempre tampado.
  • Cuidado com os alimentos ao estar cozinhando.
  • Jogue o lixo fora mais rapidamente se houver pedaços de carne.

Mosca das frutas

A mosca das frutas são aqueles mosquitinhos que ficam em volta da fruteira, principalmente das bananas que estão mais maduras. Possui diversos nomes científicos, incluindo: Drosophila melanogaster, Lonchaea pendula, Ceratitis capitata e Anastrepha fraterculus.

Apesar de parecerem ainda mais inofensivas que a mosca doméstica, a mosca das frutas pode transmitir várias doenças também, como: gonorreia, rickettsíase, poliomielite, febre tifoide, conjuntivite, meningite cérebro-espinhal, varíola, etc.

A maneira de prevenção é simples, basta evitar deixar as frutas expostas e sem nenhuma cobertura (principalmente as bananas maduras, como já foi dito).

Mosca de banheiro

Denominada Psychoda spp, Phania ssp ou Telmatoscopus albipunctatus a mosca de banheiro é mais uma prova de que as aparências enganam. Esse pequeno mosquitinho pode transmitir praticamente as mesmas doenças que a mosca doméstica e a mosca das frutas.

Elas se alimentam fungos e por isso são comumente encontradas no box do banheiro, já que o ambiente é úmido e é comum a formação de fungos na parede e nos rejuntes.

Como medida de prevenção você pode colocar telas na janela do banheiro e sempre que possível faça uma boa limpeza no box. Usar água sanitária para retirar o musgo é uma boa opção.

Piolho de pombo

O piolho de pombo, que são ácaros, são os principais ectoparasitas das aves, mas também podem acometer répteis. Esses pequenos seres são ágeis e podem trazer diversos malefícios às aves, incluindo anemia, diminuição da produção de ovos, enfim, debilidade de forma geral.

Apesar de serem ectoparasitas das aves, eles alimentam-se de sangue e, por isso, podem acabar picando humanos. Nessas ocasiões, o principal efeito é dermatite. Esses ácaros proporcionam muita coceira, deixando a pele vermelha, com protuberâncias e extremamente sensível.

Como se livrar do piolho de pombo segundo a dedetizadora

  • Aplicação de telas em janelas
  • Retirada dos ninhos de pombas, assim como a higienização do local
  • Aplicação de produtos para acabar com os piolhos de pomba

Há ocasiões onde esses ácaros alojam nas camas, mas como eles são extremamente pequenos podemos não notar a presença deles. Essas situações são mais extremas, mas você esteja suspeitando, troque os lençóis todos os dias e passa aspirador de pó em toda a casa.

Percevejo de cama

Cimex lectularius ou Cimex hemipterus são os nomes científicos dado ao percevejo de cama. Essa peste se alimenta de sangue e pode trazer algumas doenças aos humanos.

A praga tem grande potencial para transmitir doenças relacionadas a microrganismo patogênicos e picada pode causar infecções e até mesmo distúrbios nervosos.

Como se livrar do percevejo de cama segundo a dedetizadora</h4>

  • Realizar a limpeza adequada de todos os cômodos da casa.
  • Fechar buracos e fendas da casa.
  • Manter os animais domésticos sempre limpos;
  • Deixar bater sol em todos os cômodos.

Caruncho

Há dois tipos de caruncho muito comuns no Brasil, o caruncho do feijão (Acanthoscelides obtectus) e o caruncho do café (Araecerus fasciculatus). Ambos são um grande problema para a lavoura e para o consumidor.

Esses bichinhos se alimentam de tudo o que tenha celulose, incluindo madeira, farelos, rações e coisas do gênero. Apesar de não transmitirem doenças, poder estragar toda a comida do seu armário.

Como se livrar do caruncho segundo a dedetizadora

  • Jogar fora alimentos que estejam com caruncho.
  • Limpar sempre os armários ou a dispensa.
  • Guardar grãos e afins em potes de plástico duro ou vidro.

Marimbondo

O Marimbondo também possui diversas espécies: Nectarina lecheguana, Polybia occidentalis acutellaris, Pepsis elevata, Gymnopolybia vicina, Apoica pallida, Protopolybia sedula, Polybia vulgaris, Mischocyttarus ater, Polistes canadensis e Polybia demidiata.

A dieta de um marimbondo se baseia em néctar das flores para os adultos, enquanto os filhotes se alimentam de larvas.

Não são transmissores de doença, no entanto, a picada é extremamente dolorida e deixa a região bem inchada (melhora após 3 dias, aproximadamente). Apesar disso, aqueles que possuem alergia ou recebem diversas picadas de uma única vez podem, sim, chegar ao óbito.

Como se livrar dos marimbondos segundo a dedetizadora

  • Sempre observar onde há o começo de formação de um ninho para retirá-lo antes que se desenvolva.
  • Coloque telas em janelas e portas.
  • Caso haja um ninho de marimbondo muito grande, é necessário chamar uma equipe qualificada para retirá-lo, pois fazer isso sem conhecimento pode ser muito perigoso.

Pombo

O pombo, cujo nome científico é Columba Lívia, é um animal presente em todo o Brasil e não há quem nunca tenha cruzado com eles em alguma praça ou na praia.

Poucos sabem da origem dessa ave, mas apenas a critério de curiosidade, o pombo tem origem europeia e veio para o Brasil apenas no século XVI, ou seja, época da colonização.

Apesar de parecerem inofensivos, os pombos são animais anti-higiênicos e podem transmitir doenças relacionadas a vírus e bactérias, além de, claro, trazer o piolho de pomba.

Como se livrar dos pombos segundo a dedetizadora

  • O ideal é que você retire todos os ninhos e realize a limpeza do local.
  • Gatos e cachorros são pets ótimos para espantar as pombas.
  • Não jogue cascas de pão, milho ou semelhantes no chão, pois os pombos se alimentam disso.

Benefícios da Dedetização

É inegável os benefícios que a dedetização oferece! A maioria das espécies animais e vegetais que compartilham nosso mundo não causam prejudicam o ser humano. Muitos são até mesmo benéficos, como formigas e cupins, quando não interferem nas propriedades e atividades humanas.

De fato, menos de 1% de todas as espécies são pragas que afetam negativamente nossas vidas ao invadir nosso espaço, danificando nossa propriedade e ameaçando nossa saúde.

As decisões estruturais de controle de pragas às vezes se baseiam mais na emoção do que na necessidade.

Afinal, o medo de artrópodes (insetos, aranhas e seus parentes) é o terceiro medo mais comum (atrás do medo de altura), e as aranhas são o segundo animal mais temido (atrás das cobras).

Embora o medo, muitas vezes infundado, possa às vezes ser o estímulo para iniciar serviços de controle de pragas, algumas infestações representam uma ameaça muito real para os seres humanos.

As preocupações com a saúde associadas a pragas incluem picadas e mordidas venenosas, além da transmissão de doenças como intoxicação alimentar, alergias e síndrome pulmonar do Hantavírus.

As pragas também podem ter um impacto psicológico sobre nós, por exemplo, com a sensação perturbadora de saber (ou suspeitar) que você está vivendo com insetos, aranhas, ratos ou camundongos. Os principais benefícios que a dedetizadora pode proporcionar são:

Segurança alimentar

Quando sua casa está infestada de pragas, você se torna muito vulnerável a doenças como febre tifoide e salmonela. Isso ocorre principalmente porque a comida e a água serão contaminadas por toxinas que não são visíveis a olho nu.

A dedetizadora ajuda a garantir que sua comida e água estejam limpas e aptas para o consumo humano.

Prevenção de danos à sua casa

Os cupins são conhecidos por sua capacidade de se alimentar de madeira e quaisquer produtos de madeira. A maioria das casas é composta de estruturas de madeira que correm risco de destruição se as pragas não forem prevenidas ou erradicadas em tempo hábil.

Os serviços de dedetizadora garantem que você receba informações suficientes que podem ser usadas para manter sua casa segura e livre de visitantes indesejados.

Benefícios financeiros

Os pesticidas de uso profissionais utilizados por dedetizadora são caros e, portanto, é ininteligível que você seja obrigado a comprar um todas as noites para evitar picadas de insetos ou distúrbios causados ​​por mosquitos.

Nesse sentido, é prudente que você adquira os serviços de uma empresa de controle de pragas que possua todos os equipamentos necessários para controlar e gerenciar esse tipo de problema em sua casa.

Se você mesmo comprar os produtos, acabaria gastando muito dinheiro em produtos que podem não ser tão eficazes.

Prevenção de alergias

Os cientistas descobriram que as pragas carregam componentes que podem causar reações alérgicas graves em crianças e adultos. Os mosquitos estão, sem dúvida, entre as pragas mais irritantes e lideram o caminho, causando erupções cutâneas.

Além disso, os percevejos são notórios por causar erupções cutâneas e a maioria das reações alérgicas à pele. Por isso, a dedetização especialmente para famílias com crianças é muito importante.

Porque as infestações parecem mudar com as estações?

As pragas estão sempre procurando um abrigo quente e seguro e uma fonte de alimento confiável. Infelizmente, alguns dos lugares mais atraentes para pragas comuns são as nossas casas!

Como as pragas são influenciadas pelas estações do ano, as ameaças que representam mudam à medida que o tempo muda.

Para manter as infestações longe e proteger sua casa, é importante estar ciente dos padrões sazonais de pragas e tomar as devidas precauções durante cada mudança climática sazonal.

Primavera – Despertar e acasalamento de insetos

Na primavera as temperaturas esquentam e as flores florescem. Com essa mistura de calor e umidade, as pragas emergem de seus pontos de nidificação no inverno e a atividade começa a aumentar.

Abelhas e vespas despertam de seu estado adormecido e chuvas podem trazer formigas para dentro de casa em busca de terrenos mais altos.

A primavera também é época de acasalamento. Embora a atividade de pragas aumente na primavera, a grande maioria dos movimentos e padrões de pragas costuma ocorrer em ambiente externo, pois elas buscam comida e água e procuram acasalar.

Algumas pragas, no entanto, procurarão lugares protegidos, como sua casa, para construir um ninho. Você deve estar atento a todas as alterações que notar em sua casa, como uma pilha de asas de insetos ou invasão de formigas.

Se você permanecer ciente dos padrões regulares de insetos ao redor e em sua casa a cada primavera, estará melhor preparado para observar um comportamento anormal de pragas e anotar suas observações para a dedetizadora.

Verão – Pragas no quintal e diversão ao ar livre

O verão normalmente oferece uma suspensão de insetos e pragas que procuram abrigo em sua casa e é conhecido por seu alto número de mosquitos.

Aumentos no número de mosquitos geralmente resultam de fortes chuvas na primavera e no verão, pois as fontes de água são um local de reprodução comum.

Embora os mosquitos não tentem invadir sua casa, as picadas e a presença geral são um incômodo. Outros insetos comuns no verão incluem carrapatos, abelhas e vespas.

Abelhas e vespas podem construir seus ninhos em qualquer abertura da sua residência, sob saliências ou no chão perto da fundação. Assim como carrapatos e mosquitos, abelhas e vespas são irritantes e apresentam riscos à saúde quando atacam seres humanos.

Outono – Se preparando para o frio

À medida que a temperatura cai no outono, pragas e insetos começarão a se preparar para o próximo inverno. Muitas espécies procurarão um local quente e protegido. Como resultado, você pode começar a ver um afluxo de aranhas, joaninhas ou bichos entrando em seu lar.

Na maioria das vezes, no entanto, essas pragas tendem a ficar fora da vista, escondidas nas fendas do imóvel.

Pragas maiores, no entanto, podem estar procurando um ponto de entrada em sua casa. Portanto, o outono é um momento importante para garantir que todas as rachaduras, fendas, buracos e lacunas em sua fundação, tapume, garagem, piso e sótão sejam seladas adequadamente para manter parasitas afastados.

Também é importante verificar os materiais do telhado, pois ventos fortes podem quebrar telhas e materiais de revestimento e criar aberturas para que animais se infiltrem por ali.

Ao realizar manutenção adequada no outono, você pode reduzir as chances de ratos e camundongos entrarem em sua casa nos meses de inverno.

Inverno – Hibernação e sobrevivência de pragas

Para a maioria dos insetos, o clima mais frio do inverno indica que é hora de encontrar abrigo. Alguns insetos literalmente “se fecham” ou hibernam para economizar energia e evitar climas severos.

Outros podem migrar para um clima mais quente ou durar mais que os meses de inverno nos estágios de ninfa, ovo ou larva no solo ou na água. Abelhas e vespas tendem a se abrigar em toras, árvores ou beirais de casas, enquanto as formigas se refugiam em seus locais de nidificação.

A maioria desses insetos sobrevive aos meses de inverno, estabelecendo um local seguro para sobreviver ao clima ao ar livre, protegido dos elementos atmosféricos.

Outras pragas, como ratos, não são tão tolerantes com os meses de inverno e podem vir à procura de um refúgio seguro dentro de sua casa. Portanto, é extremamente importante proteger o local contra possíveis problemas do tipo, tomando as devidas precauções nos meses de outono para defendê-la.

Quando você está atento às mudanças sazonais de insetos e pragas, pode estar melhor preparado para impedir que visitantes indesejados entrem em sua casa.

No entanto, nem sempre você tem controle total para impedir que insetos e pragas procurem abrigo e as infestações podem ocorrer. Neste caso são necessárias medidas especificas para combater o problema: a dedetização.

Dedetização profissional vale a pena?

Se você está preocupado com pragas em sua casa ou empresa, não está sozinho. No Brasil, existem milhares de empresas de gerenciamento de pragas esperando para ajudá-lo.

Muitas pessoas preferem tentar controlar o problema por conta própria antes de apostar na ajuda de um especialista em dedetização. Não é o mais indicado, mas caso essa seja sua opção o primeiro passo deve ser obter informações.

A Internet pode ser uma fonte de informação aparentemente ilimitada de dedetizadora, às vezes questionável, sobre pragas e controle.

Se você seguir esse caminho, procure fontes confiáveis, como sites oferecidos por serviços de extensão universitária e departamentos estaduais de saúde pública ou agricultura. Sites especializados podem ajudá-lo a identificar sua praga e sugerir métodos de controle.

Antes de tratar uma infestação de pragas, identifique a praga envolvida e inspecione para determinar a natureza e extensão do problema.  Essas informações são necessárias para determinar os melhores métodos a serem usados ​​na dedetização.

Sem o conhecimento da identidade, das características e do nível de atividade de uma praga, você aplicará medidas de controle às cegas, em vez de encontrar a correta para o trabalho.

O controle de parasitas é como visitar o médico: para prescrever um tratamento eficaz, seu médico deve diagnosticar corretamente o problema e determinar a extensão da lesão e o potencial de mais lesões.

O médico deve usar essas informações, juntamente com o conhecimento dos tratamentos aplicáveis ​​disponíveis para essa condição específica. Ele / ela deve então considerar qual o melhor tratamento.

No controle de infestações, isso é chamado processo de Gerenciamento Integrado de Pragas, e é a base de um controle bem-sucedido desse tipo de problema. Usando essa abordagem, primeiro deve-se identificar o problema e coletar informações sobre a extensão dele.

Em seguida, escolhemos os melhores métodos de dedetização para cada situação, depois de considerar a segurança, eficácia, efeitos ambientais e custo de cada método.

Em muitas situações, a aplicação de pesticidas pode ser a melhor escolha. Em outras situações, métodos não tóxicos, como aprisionar, selar alimentos e reduzir a umidade, podem ser usados ​​com mais eficiência do que os pesticidas.

Mais frequentemente, vários tipos de métodos químicos, mecânicos e ambientais são usados ​​em combinação, isto é, integrados, para produzir os melhores resultados.

A seleção dos melhores métodos varia não apenas com o tipo de praga e natureza da infestação, mas também com o indivíduo que decide quais métodos empregar.

O que você pode fazer – sem pesticidas

Há muitas, muitas coisas que você pode fazer para ajudar a prevenir e eliminar pragas dentro e fora de casa sem usar pesticidas. Aqui estão alguns:

Controle de umidade – removendo a umidade que atrai pragas

  • Repare telhados, torneiras, tubulações e eletrodomésticos com vazamentos.
  • Mantenha as calhas limpas.
  • Eliminar a água parada e a água em recipientes externos.

Exclusão – a vedação mantém as pragas afastadas…

  • Sele as rachaduras da fundação e as lacunas onde as linhas de serviços públicos entram.
  • Mantenha as portas, janelas e respiradouros protegidos e bem fechados.
  • Mantenha a madeira exterior pintada ou selada com produtos apropriados
  • Selar itens no armazenamento. Armazene itens em plástico, não em papelão.
  • Antes de trazer novos itens, inspecione-os quanto a pragas.

Saneamento – A limpeza remove comida e esconderijos…

  • Mantenha os recipientes de lixo limpos e bem fechados.
  • Mantenha os alimentos em recipientes fechados.
  • Não deixe comida de cachorro / gato ou semente de pássaro exposta por longos períodos.
  • Remova a desordem e o lixo, dentro e fora.
  • Sempre que possível embale objetos e alimento a vácuo.

Prevenção – Tornando sua casa pouco atraente para pragas

  • Elimine o contato madeira-terra.
  • Use cascalho ou rocha em vez de cobertura de madeira.
  • Use concreto ou plástico em vez de madeiras
  • Mantenha as plantas aparadas e as pilhas de madeira longe de casa.

Controle mecânico – Remoção de pragas, sem pesticidas…

  • Use armadilhas para ratos.
  • Use armadilhas adesivas para localizar e controlar infestações por insetos / aranhas.
  • Use armadilhas de feromônios para mariposas e outros insetos
  • Use armadilhas de luz em ambientes fechados para moscas, etc., papel e mata-moscas também.
  • Use um aspirador para remover besouros joaninha, pulgas, aranhas, etc.

Alguns dos métodos acima exigem mais esforço do que outros, outros custam mais, mas todos são partes importantes do seu plano de manejo de pragas. Em muitos casos, um ou mais deles é suficiente.

As pragas domésticas pelas quais os métodos não químicos são melhores incluem a maioria das “pragas de despensa” (besouros de farinha e grãos, mariposas, etc.), a maioria dos tipos de moscas e pragas de tecido (mariposas de roupas, besouros de carpete).

A adoção do gerenciamento de pragas trouxe consigo um aumento nos métodos não químicos de eliminação. Mas cuidado com as propagandas que vê por aí.  Alguns dispositivos não são muito eficazes ou completamente ineficazes no controle de infestações.

Isso inclui qualquer um dos muitos dispositivos que dizem controlar pragas, gerando campos sonoros ou elétricos / magnéticos. Pesquisas independentes descobriram que esses dispositivos não controlam a situação.

Outro tipo de dispositivo, armadilhas de luz eletrocutadoras externas, de fato atraem e matam insetos – mas principalmente insetos benéficos, em vez dos mosquitos que se deseja eliminar.

Se a sua situação de praga exigir controle químico, é importante que você consulte uma fonte confiável para ajudar a determinar qual pesticida é adequado para o trabalho.

Depois que isso for determinado, você deve ler o rótulo. O rótulo de um produto pesticida é um documento legal. Você não precisa de uma licença ou certificação para aplicar a maioria dos tipos de pesticidas em sua propriedade.

Mas se você é proprietário, produtor, entomologista ou técnico de serviço de controle de pragas, deve seguir as instruções do rótulo.

Não se esqueça de usar todo o equipamento de proteção exigido pela etiqueta. Dependendo do produto, isso pode incluir uma camisa de manga longa, calça comprida, chapéu, botas de borracha ou capas de sapatos, luvas sem forro, proteção para os olhos e um respirador.

E, se você tiver dúvidas sobre as instruções de uma etiqueta de pesticida, como aplicá-la corretamente ou sobre o licenciamento, a certificação e a regulamentação de aplicadores de pesticidas, não aplique e contate sempre uma dedetizadora profissional.

Todos os aplicadores de pesticidas devem assumir a responsabilidade por e são responsáveis ​​por suas ações.

Compreensivelmente, muitas pessoas não querem essa responsabilidade e / ou não investem ou não podem investir o tempo, esforço e despesa necessários. Além disso, o controle de algumas pragas, como cupins, pode ser trabalhoso, complicado e é melhor deixar para dedetizadoras profissionais.

Dedetizadora: Contratando um profissional

Não é mais correto pensar em dedetizadora como o “homem dos insetos”, como “pulverizadores”, nem mesmo como “aplicadores de pesticidas” ou “exterminadores”.

O controle ou manejamento de pragas de hoje é muito mais do que isso. Um profissional de gerenciamento de pragas adequadamente treinado possui o nível de conhecimento necessário para resolver seus problemas de forma rápida, efetiva e segura.

Hoje, a ênfase na identificação, inspeção e seleção dos melhores métodos em cada situação – substitui a pulverização rotineira de rodapés e outras superfícies. Chamamos essas características de dedetizadoras do futuro.

Muitos consumidores não estão pagando pela “pulverização” nem desejam tratamentos rotineiros com pesticidas.

Mesmo que a maioria dos proprietários não saiba o que é Gerenciamento Integrado de Pragas, a maioria diz que pagaria mais pelo manejo que controla parasitas usando menos pesticida ou nenhum pesticida agressivo.

Afinal, qualquer um pode pulverizar rodapés, incluindo os proprietários. Mas poucas pessoas têm o conhecimento necessário para controlar todos os tipos de infestações domésticas em todas as situações e com múltiplas abordagens.

Para escolher um bom profissional você deve considerar cuidadosamente todas as referências que uma dedetizadora fornece. Quase toda empresa tem pelo menos alguns clientes satisfeitos.

É melhor contar com referências independentes de amigos ou conhecidos que contrataram o serviço de dedetização anteriormente. Você também pode investigar qualquer reclamação contra a empresa, registrada nas redes sociais ou em sites como o Reclame Aqui, por exemplo.

No final, a medida de uma dedetizadora está na qualidade de seus funcionários – especialmente aqueles que estarão atendendo sua casa. A maioria das empresas de gestão de pragas oferece inspeções gratuitas. Isto é uma coisa boa.

Ele permite que você ligue para uma ou mais empresas para enviar um “inspetor” (geralmente um inspetor / vendedor) para inspecionar sua casa em busca de pragas e condições propícias à infestação.

Um inspetor experiente e pode fornecer informações valiosas, não apenas sobre pragas, mas sobre sua casa e o que você pode fazer para evitar a infestação.

É sempre aconselhável obter uma segunda opinião; portanto, não hesite em ligar para duas ou mais empresas dedetizadoras. Você provavelmente aprenderá muito, não apenas sobre o gerenciamento de pragas, mas também sobre a qualidade do pessoal de cada empresa de dedetização e como ela funciona.

Que perguntas devo fazer para a dedetizadora?

Esse contato inicial pessoal com uma dedetizadora em potencial é muito importante. Não hesite em fazer perguntas. Você pode aprender algo e estará testando o conhecimento do profissional.  Algumas perguntas que você pode fazer:

  • Quais são os resultados esperados? Redução ou eliminação?
  • Quanto tempo você acha que vai demorar para resolver meus problemas com pragas?
  • Quais pesticidas serão aplicados? Posso ter cópias de seus rótulos?
  • Quais as certificações dos seus técnicos?
  • A empresa oferece uma garantia? Qual é sua política de cancelamento?

O inspetor pode responder suas perguntas? Ele / ela explicou completamente tudo sobre o serviço proposto? Os detalhes do serviço pareciam vagos ou genéricos, ou projetados especificamente para resolver seus problemas específicos?

Além disso, o inspetor parecia estar com pressa? Ele / ela pressionou você a agir rapidamente? Os cupins, por exemplo, consomem madeira muito lentamente, portanto, há tempo de sobra para tomar uma decisão informada.

Somente em situações em que as pragas representam uma ameaça para a saúde humana, há uma necessidade imediata.

Assista e ouça. Preste atenção aos detalhes. O profissional de dedetização chegou a tempo? Ele / ela parecia profissional? O veículo deles estava limpo e em boas condições? A inspeção foi completa? Ele verificou todas as áreas da casa? Ele / ela te mostrou e explicou suas descobertas?

Infelizmente, a primeira coisa que influencia a maioria dos consumidores a optar por uma empresa de gerenciamento de pragas é o preço. Assim como em outros tipos de serviços, o gerenciamento de pragas é aquele em que frequentemente “você obtém o que paga”.

Sim, você deve considerar a contratação da dedetizadora que oferece o preço mais baixo. Pode ser o melhor valor. Mas o preço nunca deve ser o principal fator que rege sua decisão.

Uma dedetizadora de baixo preço pode não estar cobrando o suficiente para cobrir o custo do uso dos melhores materiais ou de gastar tempo suficiente para realizar o trabalho.

Por outro lado, um especialista em dedetização que cita um preço relativamente alto pode estar sobrecarregando seus serviços. Novamente, é do seu interesse ligar para várias empresas e comparar.

Conclusão – Dúvidas comuns

Não tenho condições de contratar uma dedetizadora, posso fazer meu próprio controle de pragas? Em muitos casos, sim, mas apenas se você estiver disposto a investir o tempo, o esforço e as despesas necessários para coletar informações e fazer o necessário para resolver seus problemas com pragas.

Novamente, qualquer um pode pulverizar pesticidas, mas o manejo de pragas geralmente envolve muito mais. O controle de algumas pragas, como abelhas e vespas, pode ser muito perigoso para você arriscar-se.

Outras pragas, como cupins, requerem conhecimento e equipamentos especializados, e é melhor deixar para as dedetizadoras profissionais.

O que é Gerenciamento Integrado de Pragas?

O Gerenciamento Integrado de Pragas é a premissa básica do controle de pragas. Seu objetivo não é reduzir ou eliminar o uso de pesticidas.

O objetivo dessa abordagem é controlar pragas; usando os melhores métodos de controle após considerar cuidadosamente a segurança, eficácia, custo e efeito de cada opção em organismos não-alvo e no meio ambiente.

Todos os rodapés da minha casa devem ser pulverizados?

Não. Essa costumava ser a prática padrão dos técnicos em manejo de pragas, mas geralmente é ineficaz e expõe desnecessariamente pessoas e animais de estimação a pesticidas.

As pragas ocasionalmente vivem atrás de rodapés se for necessário durante a dedetização aplicar pesticidas, eles devem ser aplicados nas fendas, fendas e vazios onde as pragas passam a maior parte do tempo.

Qual a frequência do controle de pragas é melhor?

Isso depende da sua situação e do tipo de praga envolvida. Algumas pragas podem ser controladas por uma única dedetização. Outros podem levar meses ou até mais.

Depois que seus problemas com pragas forem eliminados, você poderá optar por manter um serviço periódico, mas esse serviço deve se concentrar na inspeção e no tratamento pontual de pragas, se é onde elas forem descobertas, em vez da aplicação rotineira de pesticidas.

Os pesticidas são sempre necessários para controlar pragas?

Não! Existem muitas pragas que podem e devem ser gerenciadas com bastante sucesso sem pesticidas.

Muitos outros podem ser gerenciados usando apenas pesticidas com ingredientes ativos menos tóxicos e formulações como iscas, poeiras e pesticidas micro encapsulados que apresentam menor risco de exposição humana.

Os pesticidas são seguros? E as mulheres grávidas, crianças e bebês?

Nenhuma substância química é absolutamente segura. Os órgãos responsáveis avaliam todos os pesticidas e determinam se ele apresenta um risco tolerável quando usado de acordo com as instruções do rótulo.

Qualquer uso inconsistente com o rótulo de um pesticida é uma violação que pode acarretar em consequências graves. Em geral, é o uso indevido, e não o uso de pesticidas, que é perigoso.

Os riscos associados à exposição a pesticidas podem ser maiores para mulheres grávidas, crianças e bebês e leva isso em consideração ao registrar pesticidas. Se você estiver preocupado com esses riscos, peça a dedetizadora que revise os rótulos dos pesticidas que serão usados ​​em sua casa.

Quanto deve custar o serviço de dedetização?

A melhor maneira de determinar isso é comparar estimativas de várias dedetizadoras. Pode ser imprudente contratar a empresa que oferece o menor preço, porque existem muitos outros fatores a serem considerados.

Além disso, cada um possui um orçamento limite e novamente, quanto mais informações você coletar, mais fácil será decidir se o preço está certo.

O técnico me disse algumas coisas que preciso fazer – pelo que estou pagando?

Você está pagando pelo conhecimento e serviço do técnico de dedetização. Se você não estiver satisfeito com o serviço, informe o seu técnico. Parte de seu trabalho é aconselhá-lo sobre as melhorias que você pode fazer em casa para ajudar a torná-lo menos hospitaleiro para as pragas.

Depende de você seguir esse conselho, mas o bom gerenciamento de pragas geralmente exige cooperação entre você e seu técnico.

Se você não puder fazer pessoalmente o que o técnico recomenda, poderá contratar outra pessoa para fazê-lo.

Com este guia você com certeza está pronto para tomar decisões mais assertivas e informadas a respeito do controle de pragas em sua casa e escolher a dedetizadora mais preparada para atendê-lo!

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Web Design: