Quer contratar a Ribeira Dedetizadora e Desentupidora?Solicite um orçamento!

PRAGAS URBANAS NO VERÃO

Pragas Urbanas no VerãoAs Pragas Urbanas no Verão, qual a relação? Esta é época do ano de muito calor e chuvas é a estação ideal para a reprodução da maioria das pragas urbanas.

Todos os anos é a mesma coisa, elas chegam sem avisar e podem transformar suas férias no inferno. Verão é sinônimo de sol, praia e calor. E também das pragas urbanas (formigas, pernilongos e baratas). É justamente nos meses quentes que elas mais se reproduzem e atacam, sem menor cerimônia, quando a fome aperta.

Um dos grandes fatores que favorecem a proliferação de pragas urbanas no verão, é porque há um aumento das chuvas e, consequentemente, maior acúmulo de água em recipientes que servem como ninhos reprodutores para pequenos terroristas, como moscas e pernilongos.

Depois dos atentados, muitos deles são responsáveis por picadas que coçam, doem e provocam alergias. Saber o que fazer para se livrar deles e de uma picada dolorida é o melhor para acabar com esse tormento. Siga as dicas da Ribeira Dedetizadora referência em dedetização em São Paulo e aprenda a se livrar desses insetos.

Pragas urbanas de verão: Dê fim as formigas, as baratas, aos pernilongos e as moscas

Pequenas, mas terríveis, as formigas são capazes de dar picadas doloridas. Para livrar-se dessas pequeninas:

  • Mantenha a casa limpa e as embalagens dos alimentos bem fechadas;
  • Tente descobrir sua trilha. Depois, feche o buraco por onde saem e entram para atacar sua casa;
  • Se seu jardim tem formigueiros, jogue sobre eles água fervendo com detergente.

Baratas geralmente causam aversão, até porque todo mundo sabe que elas vivem em esgotos e depois vão passear em nossas casas, em especial na cozinha.

Trazem tantos microrganismos em suas patas que são capazes de causar desde uma simples indisposição intestinal até hanseníase (lepra) e hepatite, para evitar essa verdadeira praga siga nossas dicas:

  • Não acumule lixo nem papéis. As baratas são loucas por eles. Se não for possível, mantenha-os em local apropriado e fechado;
  • Vede todas as frestas que possam servir de esconderijos;
  • Não deixe ralos abertos. As baratas, muitas vezes, chegam até nós por esse caminho;
  • Utilize inseticidas em aerossol, aplicados embaixo de móveis e frestas da casa, ou do tipo isca, espalhando pelos cantos, próximos aos armários onde são mantidos os alimentos.

Por trás do rótulo de inofensivos, pernilongos e moscas podem causar doenças como a dengue, malária, febre amarela, alergias e viroses. Por isso, atenção:

Todas estas pestes se reproduzem na água. Daí a importância de não deixar água parada em pneus, vasos, piscinas, etc. Já as moscas e mosquitos aparecem em dias muito quentes.

Existem dois tipos comuns de moscas: as domésticas, que pousam em fezes, lixo e voam em direção aos alimentos expostos, e as varejeiras, que se alimentam de matéria em decomposição, encontradas em locais onde não existem saneamento básico.

Essas são as mais perigosas, pois podem depositar seus ovos nos ouvidos das vítimas provocando distúrbios no sistema nervoso. Para combater estes vilões voadores, basta que você:

  • Mantenha o lixo em lugares fechados, evitando o contato com o solo;
  • Não deixe alimentos expostos ao tempo e a temperatura. Só coloque o lixo para ser recolhido uma hora antes de os coletores passarem.

Fatores determinantes para a proliferação de pragas no verão: temperatura e oferta de alimentos

A incidência de pragas urbanas como também é maior no verão, pois nesta época quente do ano eles tendem a migrar das redes de esgoto para as edificações urbanas, fugindo das superpopulações e das chuvas e enchentes que são características dessa estação. Isto nos traz alguns problemas sociais, pois se sabe que os ratos oferecem inúmeros riscos à saúde humana, transmitindo doenças como a leptospirose, a peste bubônica, a salmonelose e outras.

Além da temperatura alta do verão, outro fator que pode interferir diretamente no ciclo reprodutivo dessas pragas urbanas é o nível de oferta de alimento. Esses animais também podem aumentar seus ciclos reprodutivos no caso de disponibilidade abundante de alimento. O conjunto desses dois fatores (temperatura e a oferta de alimento) pode gerar condições ideais para a explosão populacional de uma determinada praga urbana no verão. É o que muitas vezes vemos acontecer nos ambientes urbanos durante esta estação do ano.

O verão é época de combater as pragas urbanas com força total para conter sua explosão populacional e amenizar seus potencias prejuízos à sociedade, isso todo mundo sabe. Porém, conhecendo mais profundamente as características biológicas e hábitos dessas pragas urbanas, fica evidente que um controle eficaz não pode aguardar a ocorrência dessa explosão populacional no verão para começar a agir.

O trabalho preventivo deve ocorrer durante o ano inteiro, sob o comando de empresas controladoras de pragas urbanas profissionais, devidamente registradas nos órgãos competentes, para que não sejamos surpreendidos por tais infestações críticas nas épocas mais quentes.

Algumas pessoas são sensíveis demais as pragas urbanas no verão

Para algumas pessoas, uma única picada é suficiente para provocar forte reação, como bolhas, coceira incontrolável, ardência e até febre e mal-estar. Nesse caso, algumas “armas” atóxicas podem ser uma boa opção.

COMPLEXO B – As vitaminas do complexo B produzem excelentes resultados. Na forma de comprimido ou injetável, elas são absorvidas pelo organismo e fixadas na pele, exalando um cheirinho desagradável para os insetos.

Mas atenção: os efeitos desta vitamina só serão sentidos depois de um período de sete dias. Portanto, para se prevenir, é preciso começar o tratamento antes de sair em viagem.

Outra opção é misturar uma ampola de complexo B num frasco com 100 ml de óleo de bebê e passar sobre a pele. Funciona bem para picadas de borrachudos. Quando estiver em contato com ele, evite tomar sol para não manchar a pele.

ÓLEO – Óleo de eucalipto ou de cozinha funcionam como uma espécie de escorregador para os insetos. Assim, eles derrapam na pele engordurada e ficam sem firmeza para enfiar o ferrão.

EXTRATO DE CITRONELA – Uma gotinha dele é capaz de espantar os insetos à volta. Por ter um aroma forte, não é necessário aplicar em grandes quantidades. Pequenas gotas nos punhos ou no pescoço são suficientes para mantê-los a distância.

Já para evitar invasões noturnas, aplique em um pedaço de papel algumas gotas desse extrato e sua casa estará livre dos esquadrões voadores.

Deixe um comentário para: Pragas Urbanas no Verão

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Web Design: